Executivos e advogados encontram-se em evento

A nona edição do anuário ANÁLISE EXECUTIVOS JURÍDICOS e FINANCEIROS foi lançada durante evento organizado pela Análise Editorial, no dia 14 de junho, em São Paulo. Seguindo um modelo de confraternização ágil e descontraída, o programa foi composto por café da manhã, apresentação de boas vindas, palestra com o doutor em economia e ex-presidente do Banco Central Gustavo Loyola e premiação dos executivos jurídicos mais admirados do Brasil.

Cerca de 300 convidados participaram do evento, que aconteceu pelo segundo ano consecutivo. A maior parte do público era formada pelos principais executivos das áreas jurídica e financeira das maiores empresas em operação no Brasil. São eles que inspiram a publicação, cuja edição 2016 foi lançada. Neste ano, o anuário ANÁLISE EXECUTIVOS JURÍDICOS e FINANCEIROS apresenta 2.640 nomes desses profissionais. Mais da metade dos nomes são apresentados com um perfil completo do profissional e um Raio-X do departamento que lidera.

Além dos executivos, também estiveram presentes advogados dos 22 escritórios patrocinadores da edição 2016 do anuário. O evento é uma oportunidade para que executivos e advogados de bancas se encontrem e se atualizem sobre seus mercados.

Homenagem

A nona edição do anuário ANÁLISE EXECUTIVOS JURÍDICOS E FINANCEIROS apresenta, ainda, a lista dos executivos jurídicos mais admirados do país. Trata-se de uma homenagem aos profissionais que há 11 anos apoiam o anuário Análise Advocacia 500, que escolhe os escritórios e os advogados mais admirados do Brasil em doze áreas do Direito. Os votos que todos os anos consagram escritórios e advogados são dados pelos executivos responsáveis pelo departamento jurídico das empresas.

Martim Machado (Chaves, Gelman, Machado, Gilberto e Barboza Sociedade de Advogados), René Gelman (Chaves, Gelman, Machado, Gilberto e Barboza Sociedade de Advogados), Ana Carolina Pescarmona (Reckitt Benckiser) e Paula Prada Furquim de Campos (Rossi)
Luís Fernando Radulov Queiroz (ABB), Alexandre Wald (Wald e Associados Advogados) e Mariana Tavares Antunes (Wald e Associados Advogados)
Breno Rodrigo Pacheco de Oliveira (Telefonica Vivo) e Eduardo Costa Bertholdo (Costa Bertholdo Sociedade de Advogados)
Alexandre Tróia Menezes da Silva (Gaia, Silva, Gaede e Associados Sociedade de Advogados), Fernando Antonio Cavanha Gaia (Gaia, Silva, Gaede e Associados Sociedade de Advogados), Enio Zaha (Gaia, Silva, Gaede e Associados Sociedade de Advogados), Ricardo Kiyoshi Sasaki (Ajinomoto) e Amira Chammas (Formitex)
Advogados e executivos jurídicos das maiores empresas do Brasil reservaram a manhã da terça-feira, 14 de junho, para o lançamento da nona edição do anuário Executivos Jurídicos e Financeiros, em São Paulo
Executivos jurídicos das maiores empresas do país aproveitaram o evento de lançamento do anuário Executivos Jurídicos e Financeiros 2016, realizado no hotel Maksoud Plaza, em São Paulo, para confraternizar e reforçar o networking
Os convidados ouviram atentamente a apresentação de boas vindas do jornalista Eduardo Oinegue, sócio e presidente do conselho editorial da Análise Editorial, e a palestra do doutor em economia e ex-presidente do Banco Central Gustavo Loyola
O sócio e presidente do conselho editorial da Análise Editoria, Eduardo Oinegue, deu as boas vindas aos convidados e proferiu algumas palavras a respeito da influência das novas mídias sociais na reputação das corporações
Em sua apresentação, o jornalista Eduardo Oinegue mostrou que entre as atribuições dos departamentos jurídico e financeiro está também o cuidado com a reputação da companhia
Parte do sucesso do evento se deu pela ilustre palestra do doutor em economia Gustavo Loyola, ex-presidente do Banco Central do Brasil e sócio-diretor da Tendências Consultoria Integrada
Em sua fala, Gustavo Loyola, ex-presidente do Banco Central do Brasil e sócio-diretor da Tendências Consultoria Integrada apontou aspectos atuais e perspectivas futuras da economia nacional e internacional
Logo após a palestra os 57 executivos jurídicos mais admirados por seus pares, ou seus representantes, receberam os troféus e brindes oferecidos pela Análise Editorial e pelos apoiadores do evento
O evento de lançamento da nona edição do anuário Executivos Jurídicos e Financeiros contou com a presença de cerca de 300 pessoas, entre executivos jurídicos e financeiros e advogados de todo o país
Mais Admirados na 48ª posição: Roberto Augusto Belchior da Silva (BM&FBovespa), Ricardo Genis Mourão (Banco Goldman Sachs), Ricardo Cleber Zangirolami (Hewlett Packard Enterprise), Maria Fernanda Menin T. De Souza Maia (MRV Engenharia e Participações), Breno Rodrigo Pacheco de Oliveira (Telefonica Vivo), Gilberto Frussa (Itaú BBA), Marcos Gabrijelcic Fraga representou Ana Amélia Ramos de Abreu (Thyssenkrupp Elevadores), Adriano Jucá (Construtora Norberto Odebrecht)
Mais Admirados entre a 45ª e a 38ª posição: Marco Antonio Iszlaji, Carlos Roberto Costa Filho (Edson Queiroz), Ricardo Marcelo Cavallo (Votorantim Cimentos), Renata Siciliano Quartim Barbosa (JBS), Luciano Dequech (Odebrecht Agroindustrial), Otavio Falchero de Oliveira representou Amilcar Bastos Falcão (Queiroz Galvão) Sandra Gebara Boni Nobre Lacerda (Carrefour), Luiz Heitor Schreiner Mayer
Mais Admirados entre a 35ª e a 29ª posição: Washington Luís Bezerra da Silva (Metlife Vida e Previdência), Renata Siciliano Quartim Barbosa, também admirada, representou Francisco de Assis e Silva (JBS), Claudio Carvalho (Cyrela), Livia Azevedo (Walmart Brasil), Antonio Francisco Lima de Rezende, Rita de Cássia Duarte (3M do Brasil), Marcos Gabrijelcic Fraga (Thyssenkrupp Elevadores), Erica Barbagalo (Monsanto do Brasil)
Mais Admirados entre a 26ª e a 20ª posição: Palmarino Frizzo Neto (Ri Happy), Luciano Dequech representou Mauricio Ferro (Odebrecht), Luciano Alves Malara, Heloisa Ramos de Campos Mello (Promon), Aline de Almada Messias (TAM Linhas Aéreas), Gustavo Beckedorff representou Vanessa Esper Telles Boer (PPG), Luis Henrique de Souza Lopes (Light), Sandro Henrique Roque (Eaton)
Mais Admirados entre a 19ª e a 12ª posição: Marcia Tiemi Takakura representou Valéria Camacho Martins Schmitk (Zurich Minas Brasil), Alexandre S. D'Ambrosio (Santander), Clovis Torres (Vale), Fabiana de Freitas (Boticário), Ana Carolina Tavares Torres (Ferramentas Gerais), Jaques Horn (TIM Brasil) receberam os prêmios das mãos de Eduardo Oinegue, presidente do conselho da Análise Editorial
Mais Admirados entre a 10ª e a 6ª posição: Luís Fernando Radulov Queiroz (ABB), Pedro Henrique Rubião do Val Maciel representou Márcio de Lima Leite (FCA), Elias Marques de Medeiros Neto (Cosan), Eduardo de Azevedo Barros (Volkswagen do Brasil), Heloisa Joly representou Pedro de Abreu Mariani (Ambev) receberam os prêmios das mãos de Eduardo Oinegue, presidente do conselho da Análise Editorial
Mais Admirados nas cinco primeiras posições: Flávio Franco (Netshoes), Suzana Fagundes Ribeiro de Oliveira (ArcelorMittal Brasil), Newman Debs (Unilever), Josie Jardim (GE do Brasil), Claudia Politanski (Itaú Unibanco Holding)
Duas mulheres encabeçaram a lista dos Executivos Jurídicos Mais Admirados: Claudia Politanski (Itaú Unibanco Holding) e Josie Jardim (GE do Brasil)
Claudia Politanski (Itaú), agradeceu o prêmio salientando a importância de sua equipe na conquista da segunda colocação na lista dos Executivos Jurídicos Mais Admirados
Josie Jardim (GE do Brasil) ocupou a primeira posição pela segunda vez e também salientou a importância do trabalho em equipe
Executivos jurídicos das maiores empresas do país aproveitaram o evento de lançamento do anuário Executivos Jurídicos e Financeiros 2016, realizado no hotel Maksoud Plaza, em São Paulo, para confraternizar e reforçar o networking
A maior parte dos 57 executivos jurídicos mais admirados do Brasil, líderes de departamentos jurídicos e financeiros eleitos pelos próprios pares, compareceram ao lançamento da nona edição do anuário Análise Executivos Jurídicos e Financeiros 2016
Advogados e executivos jurídicos das maiores empresas do Brasil reservaram a manhã da terça-feira, 14 de junho, para o lançamento da nona edição do anuário Executivos Jurídicos e Financeiros, em São Paulo
Adriano Scalzaretto (Iokoi Advogados), Bruno Magosso de Paiva (Iokoi Advogados) e Elias Assafrão (AGV Logística)
Executivos das maiores empresas do Brasil e advogados das bancas que apoiaram a edição aproveitaram a manhã de lançamento da nona edição do anuário Executivos Jurídicos e Financeiros, em São Paulo, para reforçar o networking
Advogados e executivos jurídicos das maiores empresas do Brasil reservaram a manhã da terça-feira, 14 de junho, para o lançamento da nona edição do anuário Executivos Jurídicos e Financeiros, em São Paulo
Fábio de Almeida Garcia, Cesar Moreno, Waldir Luiz Brag e Renata Freires de Almeida (todos do Braga & Moreno Consultores Jurídicos e Advogados)
José Antonio S. Martho, João Guilherme Petroni e Adriano R. A. P. Chaves (Chaves, Gelman, Machado, Gilberto e Barboza Sociedade de Advogados) conversam com Cristiane Cordeiro von Ellenrieder (Panasonic)
Luis Henrique de Souza Lopes (Light), Fernando Corbo (Corbo, Aguiar e Waise Advogados Associados), Rodrigo Freire (Décio Freire & Associados), Gilberto Antonio de Aquino Martins (Décio Freire & Associados), Fábio Antônio Tavares dos Santos (Décio Freire & Associados) e Gustavo DeMarchi (Décio Freire & Associados)
Amauri Saad , Marcos Martins, Leonardo Cordeiro, Ivan Lima e Valdinar Alves Carvalho (todos do Cordeiro, Lima e Advogados)
Alex Costa Pereira (Costa Pereira e Di Pietro Advogados), Adriana Passaro e João Biazzo (ASBZ Advogados)
José Antonio S. Martho, João Guilherme Petroni (Chaves, Gelman, Machado, Gilberto e Barboza Sociedade de Advogados) e Pedro Iokoi (Iokoi Advogados)
Julio Beltrão (Unilever), Newman Debs (Unilever), Renata Siciliano Quartim Barbosa (JBS), João Celestino Corrêa da Costa (Corrêa da Costa Advogados Associados) e Luciano Brescovici (Corrêa da Costa Advogados Associados)
Rita Maria Borges Franco, Édis Milaré e Juliana Flávia Mattei (todos do Milaré Advogados)
Maria de Lourdes Pereira Campos (Banco Rendimento), Heloisa Ramos de Campos Mello (Promon), Livia Azevedo (Walmart Brasil), Ana Carolina Tavares Torres (Ferramentas Gerais) e Fabiana Freitas (Boticário)
José Antonio S. Martho, João Guilherme Petroni e Adriano R.A.P. Chaves (Chaves, Gelman, Machado, Gilberto e Barboza Sociedade de Advogados)
Durante café da manhã executivos jurídicos e advogados interagiram e aproveitaram trocar informações sobre o mercado da advocacia corporativa
Valdo Reis (Fragata e Antunes Advogados) e Julio Beltrão (Unilever)
Eduardo Oinegue apontou que os executivos jurídicos e financeiros também precisam estar atentos aos cuidados com a reputação da companhia
Gustavo Loyola falou aos presentes que as perspectivas são de melhora do quadro econômico brasileiro, daqui para frente

Há dois anos, a Análise Editorial resolveu criar uma oportunidade para que diretores jurídicos indicassem também seus próprios pares, dentro do critério de admiração. O resultado foi tão sólido que nos permitiu fazer a homenagem que desejávamos a esse profissional que, cada vez mais, faz parte da estratégia do negócio das empresas onde atuam, mas cuja atuação via de regra é discreta, fincando sempre fora dos holofotes.

Na última pesquisa, mais de 500 nomes de executivos jurídicos foram citados. Os 57 mais votados compõem a lista dos mais admirados de 2016. Praticamente todos prestigiaram o evento, ou se fizeram representar, e receberam seus troféus das mãos de integrantes da equipe da Análise Editorial.

Conteúdo Informativo

Tanto na apresentação de boas vindas quanto na palestra, o objetivo foi levar informação de qualidade e útil aos convidados. O jornalista Eduardo Oinegue, o sócio e presidente do conselho editorial da Análise Editorial, mostrou que entre as atribuições dos departamentos jurídico e financeiro está também o cuidado com a reputação da companhia. Contextualizando a tarefa no cenário pós-operação Lava Jato, Oinegue apresentou como a atribuição torna-se complexa a desafiadora para todas as áreas.

Além das mudanças de regras que as empresas vêm enfrentando, o ambiente político-econômico do país não estimulam investimentos e dificultam até mesmo a atividade. Foi sobre esse cenário, inserido no contexto mundial, que o doutor em economia e ex-presidente do Banco Central Gustavo Loyola falou aos presentes. Numa apresentação recheada de projeções e números, Loyola disse o que para vários dos presentes soou como novidade: a crise brasileira já atingiu o fundo do poço. Ou seja, as perspectivas são de melhora do quadro, daqui para frente. Não se deve esperar, entretanto, nenhuma recuperação rápida nem tampouco significativa. A retomada do crescimento virá, de forma lenta e gradual, sem grandes saltos. Mas, se o front político permitir, ainda neste ano será possível enxergar algum sinal positivo.

Veja o que eles dizem